A PBH sofreu um ataque hacker nesta terça-feira, 8. Um grupo promoveu uma ‘macumba, uma obra do mal’ amaldiçoando o prefeito, Alexandre Kalil (PSD):

“Prefeito Kalil, todas as suas ações como gestor de uma das maiores capitais brasileiras serviram para o fim de manter burocracias e destruir a economia. Os empresários de Belo Horizonte te amaldiçoam”, diz a mensagem.

“Fechar os comércios não faz de você um salvador de vidas, mas um parasita que tira a comida de todos que dependem do próprio trabalho e não da política”, continua a mensagem.

Advertisement

Disputa pelo Governo de Minas

Também nesta terça, uma pesquisa do Instituto AtlasIntel, divulgada pelo Jornal Valor Econômico, mostra que a disputa pelo Governo de Minas será acirrada entre Kalil e Zema.

No primeiro turno, eles registrariam uma pequena diferença: o governador ficaria com 35,5% das intenções de voto e Kalil com 32,9%.

Advertisement

Já no segundo turno, Kalil levaria a melhor e se tornaria o novo governador. O resultado fica em 41,4% do prefeito contra 40,6% do governador. Entre os nomes testados, Kalil é o único que venceria Zema.

Em fevereiro, em pesquisa do instituto Paraná, Zema aparecia muito mais confortável no primeiro turno: 43,8% para o governador contra 23,5% de Kalil.

Advertisement