A eleição para o novo presidente do Cruzeiro aconteceu nesta quinta-feira (21). Após derrotar Ronaldo Granata, Sérgio Rodrigues vai comandar o clube até dezembro de 2020, em um mandato-tampão.

O advogado terá a missão de conduzir o Cruzeiro em um dos seus piores momentos da história. A raposa vive grave crise financeira, com dívida que supera R$ 800 milhões, sendo R$ 102 milhões para pagar a FIFA e evitar novas punições.  Apenas no ano passado, o clube teve um déficit de R$ 394 milhões.

Advertisement

Além disso, o Cruzeiro ainda deve dois meses de salário para os jogadores e comissão técnica. Por conta da pandemia do novo coronavírus, o clube tem perdido cerca de R$ 5 milhões por mês com a queda da receita.

Dentro de campo, o maior desafio é levar o Cruzeiro de volta para a Série A do Campeonato Brasileiro. Após punição da FIFA pelo não pagamento do volante Denilson do Al-Wahda, time dos Emirados Árabes, a Raposa vai começar a Série B com menos seis pontos na tabela.

Sérgio ainda terá a missão de unificar o Cruzeiro, que está rachado politicamente.

Advertisement