Muita gente foi pega de surpresa nesta segunda-feira, 20, quando o apresentador da Record Minas Eduardo Costa (Cidadania) confirmou que poderia aceitar ser vice de Romeu Zema (Novo).

Além de ser um nome que ainda não estava circulando em lugar algum, ele tem vida estável na televisão e nunca tinha demonstrado ambição política.

Até então ele apresentava o jornalístico MG no Ar, mas pode abandonar o jornalismo para entrar para a política. Há quem veja como certa sua ambição para o próprio cargo de governador, em 2026.

Advertisement

Saiu agora: Globo Minas manda cortar MGTV por guerra de audiência do Globo Esporte

Fontes consultadas pelo Moon BH e na emissora, dizem que mensalmente Costa recebia algo em torno dos R$ 20 mil fixos, mas o valor poderia variar muito de acordo com o desempenho de audiência e de faturamento, do qual ele receberia uma parte. No total, seu salário poderia chegar aos R$ 100 mil.

Já se for eleito como vice-governador, Eduardo Costa receberia do Governo de Minas apenas R$ 10 mil brutos. Entretanto, poderia desfrutar de mordomias do estado, como fez o atual vice de Zema, buscado em um spa de luxo com helicóptero do governo.

Advertisement

Leia também: Band Minas anuncia tudo novo no ‘Donos da Bola’ com Héverton Guimarães