Enquanto o presidente da república Jair Bolsonaro luta para que as pessoas deixem o isolamento para combater a propagação do coronavírus, prefeitos e governadores lutam para que ele continue.

O argumento do presidente é que apenas os idosos e grupos de risco deveriam continuar isolados.



Leia também: Idosa detona repórter da Globo ao vivo e faz a profissional passar vergonha; assista aqui

Segundo ele, não faz sentido que as escolas fiquem fechadas uma vez que crianças e adolescentes sentem pouco o efeito do vírus.

Advertisement

Ele ignora, porém, que as crianças terão contato com pais, professores, motoristas, funcionários da escola etc.

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, insiste que as pessoas fiquem em casa.




Leia também: Bares de BH dão R$ 50 DE GRAÇA pra usar depois da quarentena; veja como pegar aqui

Advertisement

Personalidades como Roberto Justos e o dono da rede de fast food Madero consideram que a economia não pode parar por “5 ou 7 mil que vão morrer”. O que você acha? Vote e veja o resultado abaixo:





Advertisement