O presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, quer que o presidente do Senado Rodrigo Pacheco (DEM), seja o candidato do partido para a presidência.

No acordo, ele migraria para o PSD para concorrer ao cargo. Neste cenário, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil viria a governador e ambos iriam se apoiar.

“Não tem equipe e nem projeto, será levado pela crise”, teria dito Kassab a um interlocutor, segundo Lauro Jardim, em O Globo.

Advertisement

Entre agosto e setembro o ex-presidente da câmara, Rodrigo Maia, também assina sua filiação ao PSD.