A Prefeitura de Belo Horizonte desembolsará R$ 170 mil em uma apresentação da dupla sertaneja Rionegro e Solimões no Arraial de BH, no dia 7 de agosto.

O contrato foi publicado no Diário Oficial do Município (DOM – BH) no último dia 21 e prevê um show com duração mínima de 1h30. Os artistas foram contratados através da empresa “Trust Music Produções Artísticas LTDA” sem licitação.

Advertisement

A mesma dupla teve uma apresentação cancelada pela Justiça no mês passado na cidade de Cachoeira Alta, em Goiás, onde cobravam um cachê até menor, de R$ 150 mil.

Para o desembargador Amaral Wilson de Oliveira, que cancelou o show, “recursos destinados à saúde, ou até mesmo à educação por exemplo, as quais sim abrangem toda uma comunidade, não deveria ser justificativa para tamanhos gastos em outra área”.

Rionegro e Solimões se apresentam na capital mineira em um momento de caos na saúde pública, em que pais esperam por até 12 horas para poderem consultar suas crianças nas UPAs.

Advertisement

O Moon BH entrou em contato com a Prefeitura de Belo Horizonte para comentar o contratação e o valor do cachê e espera resposta.

CPI dos sertanejos

Nas últimas semanas o Brasil acompanhou uma série de shows sertanejos serem cancelados pela Justiça e investigados pelo Ministério Público.

Segundo a Folha de São Paulo, shows em mais de 40 cidades estão sendo investigados. Nomes como Gusttavo Lima, Wesley Safadão e Simone e Simaria estão entre os mais citados.

Advertisement