Festeja: tudo que rolou no festival sertanejo em BH neste sábado

Juan Ramos – Especial para Moon BH – O festival Festeja aconteceu na esplanada do Mineirão e reuniu estrelas do Sertanejo, Pop e Rap, proporcionando 12 horas de uma festa inesquecível para o público mineiro.

No último sábado (28), Belo Horizonte se transformou no epicentro de um dos maiores festivais de música do Brasil. Os shows aconteceram na esplanada do Mineirão, levando o público a matar a saudade do Festeja após quatro longos anos de espera.

Regado por uma imensa diversidade musical, o Festeja em Belo Horizonte brindou o público com performances memoráveis das duplas Zé Neto & Cristiano, Israel & Rodolffo e Guilherme & Benuto, além de Zé Felipe, Luísa Sonza, Felipe Ret, Thales Lessa e Thiago Carvalho.

Nesse evento de mistura única, o que ditou o tom da festa foi a diversidade, proporcionando ao público um repertório que fundiu ritmos como Sertanejo, Pop e Rap. Canções como “Oi Balde”, “Seu Brilho Sumiu”, “Haja Colírio”, “Malvada”, “A Dona Aranha”, “Good Vibe” e muitas outras permaneceram nos lábios do público durante as doze horas do evento.

As atrações do festival não se limitaram ao palco. Nos bastidores, a apresentadora Nicole Bahls mostrou por que é um fenômeno das redes sociais, conduzindo conversas descontraídas que arrancaram muitas risadas.

Além dos grandes espetáculos, o público desfrutou de uma estrutura impecável, com diversos pontos de bares distribuídos pelos diversos setores, além de áreas de banheiros amplamente acessíveis. A segurança, reforçada em todos os pontos estratégicos do festival, garantiu uma experiência segura e tranquila para todos.

A fórmula do sucesso desse festival não poderia ser mais simples: excelente música, artistas incríveis e uma estrutura impecável. Ficou evidente que o Festeja é um sucesso não apenas em Belo Horizonte, mas em todo o Brasil, proporcionando uma celebração memorável para o público mineiro.

Compartilhe
A Redação do Moon BH é composta de jornalistas especializados em cultura e política mineira.