A proprietária do galpão em que fica localizada a fábrica da Backer, no bairro Olhos D’Água, em Belo Horizonte, protocolou um pedido de despejo da cervejaria no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). De acordo com o documento, o motivo do despejo seria o não pagamento do aluguel do espaço.

A locadora solicita, além do despejo, o pagamento de R$ 138 mil na causa. Esse valor é relativo a 12 vezes o aluguel do local, somado ao atual débito, que é de R$ 23.473,28, relativo aos alugueis atrasados desde fevereiro deste ano.  Além disso, é exigida a apresentação dos comprovantes de pagamento das contas de luz, água e IPTU, pois se caso elas não tenham sido pagas, elas serão acrescentadas ao valor final da dívida.

Advertisement

Caso o pedido seja aceito pelo Juiz, a Backer terá um período para apresentar todos os recibos. Se isso não ocorrer, a Justiça poderá emitir um pedido de despejo.

A cervejaria informou que até o momento não recebeu nenhum tipo de intimação. Assim que isso ocorrer, a empresa apresentará a sua defesa.

Caso Backer

A Backer está sendo investigada pela Polícia Civil pela intoxicação de 42 pessoas por ingestão de dietilenoglicol, após consumirem cervejas da marca. Dentre essas vítimas, 9 morreram e outras 33 recebem tratamentos por terem ficado com sequelas.

Advertisement

Uma ordem judicial determina o pagamento das despesas médicas das vítimas, mas até o momento, nenhuma delas recebeu o valor.