Há vinte anos, certamente Ana Paula Valadão era a maior cantora gospel do país. De BH, foi criada na Igreja Batista da Lagoinha e seu grupo, o Diante do Trono, era um sucesso nunca antes visto na música gospel.

Entretanto, os anos se passaram e o Diante do Trono é alvo da Justiça Mineira por sonegação de impostos. O irmão de Ana, André Valadão, foi acusado de transformar o altar da igreja em um ponto de venda de cartão de crédito da Fé (ele tem diversos artigos da Fé, como capacetes da Fé, relógios da Fé e etc).

Em 2011, os bispos de Edir Macedo, da Universal, afirmaram que Ana Paula Valadão era endemoniada, assim como vários outros cantores gospel. Na ocasião ela teria “caído na unção”, termo também usado quando alguém é possuído pelo Diabo.

Advertisement

Ana Paula se defendeu: ““Não se preocupem comigo qto a essas críticas…estou em paz no meu Senhor!… Interessante ser criticada por me render corpo e alma em adoração
na Presença de Deus…até me regozijo por isso…não me deixarei intimidar”.

Sete anos mais tarde ela postou um vídeo chorando e dizendo que Satanás estaria vindo até ela para conversar e lhe dizer que suas músicas não fazem mais sucesso e que nem as igrejas queriam tocá-las:

Advertisement

“Os recentes projetos do Diante do Trono não têm tido o mesmo alcance que nós já tivemos nos primeiros CDs”, disse. Ana Paula definiu os “susurros do inimigo”como muito fortes:

“Aquele sussurrinho dizendo ‘olha, suas músicas não são boas o suficiente’, ‘vocês não agradam mais’, ‘as igrejas não estão cantando mais as músicas de vocês como antes’… os sussurros do inimigo são muito fortes”.

Hoje ela também é investigada pelo Ministério Público por falas preconceituosas e viralizou ao esnobar fãs no aeroporto de Confins:

Advertisement

Atualmente ela mora nos EUA e fundou sua própria igreja lá, onde fatura ofertas em dólar. Na igreja original, de BH, os dízimos e ofertas são coletados, claro, em real, e podem ser feitos também via cartão de crédito.

Na última década Ana Paula Valadão teve contrato com a Som Livre, gravadora da Globo. Isto pode ter originado o ataque de Edir Macedo, que também é dono da Record TV.

Advertisement