O cúmulo do absurdo tomou conta de Belo Horizonte nesta quarta-feira, 13, quando uma ‘vaga de emprego’ foi descoberta.

Elisangela Carlos Lopes – Reprodução




Leia também: Globo Minas em BH está enfrentando sua pior fase da história, diz site aqui

Segundo o G1, foram oferecidas vagas de cuidadora de idosos.

Os requisitos? Três meses de experiência e que as candidatas não fossem nem “negras ou gordas”.

O caso foi denunciado pela cuidadora Elisangela Carlos Lopes, que achou um absurdo ver a descrição no WhatsApp.



Leia também: Intercâmbio saindo de BH está com 60% de desconto; veja aqui

“Eu não preencheria a vaga por causa do meu tom de pele. Eu fiquei estarrecida, em estado de choque, com o meu coração dilacerado. Eu sou negra, de cabelo ruim, moradora de Ribeirão das Neves e estou com 41 anos. Que chance eu teria?”, disse ao G1.

Cada plantão era oferecido por R$ 100,00. Além do preço ser baixo, é uma falta de respeito sequer pensar em oferecer uma vaga dessas.



Em resposta ao G1, Home Angels BH Centro-Sul, que ofereceu a vaga e a Leveza do Afeto, que divulgou, fizeram mea culpa.

Enquanto a primeira disse que respeita as diferenças e repudia o preconceito, a segunda, que divulgou a vaga, disse que repassou sem prestar atenção.