Para lembrar o Dia Mundial de Saúde, que será na próxima sexta-feira (7), a Organização Mundial de Saúde (OMS) lançou a campanha que fala da depressão, doença que pode atacar pessoas de várias idades. Neste ano, a proposta da agência contou com a intervenção do ‘Confesso’, grupo teatral de Belo Horizonte dirigido pelo ator Guilherme Colina.

O ‘Confesso’ quis romper a ideia de que esse distúrbio cerebral não é maléfico à saúde. “A intenção é desmistificar o mito de que depressão não é doença, que é frescura e que não precisa de tratamento”, explica o diretor teatral.

Trabalhando o lema “Vamos conversar” (“Let’s talk”, em inglês); o grupo buscou integrar o público durante a apresentação, conscientizando as pessoas quanto à importância de prevenir contra a depressão, que vem se configurando no cenário mundial como a doença do século. “Com o teatro, nós fizemos um trabalho de corpo a corpo com o cidadão, chamando ele para uma conversa”, conta Guilherme. As ações do Confesso passaram pelo metrô e no Coliseu (Colosseo, em italiano), em Roma.

DADOS. Atualmente, a depressão atinge 350 milhões pessoas de todas as idades, sendo que mulheres são mais susceptíveis que os homens. O distúrbio pode prejudicar o dia a dia do indivíduo e, em casos críticos, levar ao suicídio. Por isso, aconselha-se consultar um especialista e começar um tratamento. Galeria de fotos: