Rogério Ceni foi demitido pelo Cruzeiro, time celeste de Belo Horizonte e um dos maiores do mundo.



Leia também: Cruzeiro não tem dinheiro para pagar jogadores em BH; veja os salários aqui

Tudo começou a ruir quando o técnico entrou em desavença com Dedé, na noite desta quarta-feira, 25, ocasião em que o zagueiro defendeu o colega Thiago Neves.

Segundo Samuel Venâncio, da Itatiaia, Dedé teria dito que o Cruzeiro não poderia abrir mão de um jogador talentoso e importante como Neves.

Em resposta Ceni teria simplesmente virado as costas e saído sem se dar ao trabalho de responder aos jogadores.



Leia também: Suposto salário de Rógerio Ceni em BH pelo Cruzeiro vaza na web, veja valor aqui

Como a rixa entre Thiago e Ceni já vem se arrastando publicamente há algumas semanas, a situação do técnico.

É possível que a saída tenha sido solicitada pelo próprio Thiago Neves, em um momento em que o Cruzeiro está cada vez mais na mão nos jogadores.

Segundo publicou o Uol, o time segue com salários atrasados e dependerá de empréstimos para manter as contas em dia.




Enquanto a diretoria se cala, sabe-se que opções estão sendo estudadas. A demissão de Ceni é uma delas, mas a busca de um outro treinador também pesa.

Um situação triste para um time tão grande.

Veja abaixo 5 vezes em que jogadores derrubaram técnicos no futebol brasileiro:

1 – Neymar x Dorival Júnior

Em 2010, após ser desrespeitado pelo jogador, Dorival decidiu deixar Neymar de fora de um jogo do Santos contra o Guarani. No jogo seguinte, clássico contra o Corinthians, tentou de novo, mas foi demitido antes mesmo da partida. Neymar jogou normalmente.



2 – Romário x Alexandre Gama

Em 2004, jogando no Fluminense, Romário se irritou ao ser barrado por Alexandre Gama. “O cara mal chegou no ônibus e já quer sentar na janelinha?”, disse na época. A decisão custou a decisão do técnico.



3 – Romário x Dario Lourenço

Maior derrubador de técnicos do país, Romário voltou a ‘atacar’ em 2005, quando o público assistiu o jogador desrespeitar Dario e distribuir, ele mesmo, os coletes de titulares e reservas. Pouco tempo depois Lourenço caia.

4 – Adriano x Cuca

Em 2009 Cuca ficou bem bravo quando o Flamengo contratou Petkovic e reclamou publicamente. Depois, quando criticou a forma física de Adriano e suas constantes faltas. Não durou muito e viu o time ser campeão brasileiro sendo comandado por outra pessoa.



5 – Antonio Carlos e Robert

Em 2010 o atacante Robert e o técnico Antonio Carlos se desentenderam após um empate do Palmeiras. Ao saber que os dois chegaram a se agredirem fisicamente no ônibus do time, a diretoria demitiu os dois. Lembra de mais algum? Conta pra gente.