Eu nem vou começar questionando se você conhece Michael Jackson, porque isso é praticamente impossível. Mas você já ouviu falar em Dona Remy?




Com mais de 90 anos, essa mineira de Curvelo nasceu Raimunda Vila Real e ganhou o mundo tornando-se a cozinheira de Michael Jackson.

Como tudo começou

Na primeira vez que Dona Remy cozinhou para o astro, ela serviu couve, feijão e farofa. O jantar foi servido na casa do produtor Quincy Jones.

Reprodução – Arquivo Pessoal

“Fui à casa de Quincy e lá eu encontrei Michael pela primeira vez. O puxei de lado e falei: “Deixe-me lhe fazer algo bem especial. Eu sei preparar comidas saudáveis do Brasil. Tudo natural, tudo vegetariano. Você vai gostar.”. Ele concordou. Então, fiz feijão preto, couve, farofa e algumas outras coisas e ele comeu quatro pratos cheios!”, contou ela em entrevista.




O sucesso foi tão grande que semanas após o jantar Michael se recusou a subir no palco da turnê “Victory” enquanto Dona Remy não fosse levada de avião para cozinhar para ele.

Reprodução – Arquivo Pessoal

“A pessoa no telefone me pediu para olhar para fora. Ele disse: “Vê a limousine? Entre nela agora… eu fui levada para um grande prédio em Beverly Hills. Fui até a cobertura, encantada com tanto luxo.

O homem do outro lado da mesa me entregou um papel e disse: “você está indo para o aeroporto agora. Aqui está a sua passagem”. Então, lhe perguntei porquê estava indo viajar. Ele me explicou que Michael Jackson estava tendo fortes dores no estômago e, especificamente, me convidou para ser sua “nutricionista” durante a turnê “Victory”. Ele estava se sentindo mal do estômago e se recusou a entrar no palco até que eles me mandassem para ser sua cozinheira particular. Estavam todos muito nervosos. Eles disseram que estavam perdendo milhões de dólares em shows cancelados e eu tive que ir imediatamente”.

Reprodução – Arquivo Pessoal

A partir daí os dois se tornaram amigos e Dona Remy passou a cozinhar várias vezes para Michael, inclusive em encontros com outras celebridades.




“Eu até cozinhei para Michael Jackson e Elizabeth Taylor quando eles estavam sozinhos, na casa de Michael. Isso foi muito especial”, completa ela.

Mas também, né, minha gente, quem é que resiste a uma comida mineira?