Se você anda pelo centro de Belo Horizonte, já pode ter visto um anúncio de airsoft de graça.




Para retirar a sua, você só precisa comprar um kit de munição, pelo preço de R$ 79,9, o que facilita muito a aquisição.

As airsofts basicamente são armas de pressão usadas para esportes e fins recreativos, mas que podem virar instrumentos de crimes.






“A depender da marca, é realmente muito próxima à arma de fogo, de modo que uma pessoa leiga e às vezes até um técnico do assunto têm dificuldade de reconhecer se é arma de fogo ou de pressão”, declarou à Itatiaia a porta-voz da PM, tenente Gisele Couto.

Agora, se até um técnico pode ter dificuldade em reconhecer que se trata de uma arma falsa, imagine nós, meros cidadãos que circulamos pela cidade.

A expectativa é que o número de roubos e assaltos com o objeto aumentem cada vez mais com sua popularização, o que deve assombrar e traumatizar Belo Horizonte.




Segundo a Polícia Militar, cerca de 50 airsofts foram apreendidas só em 2019. A maior parte após criminosos as usarem para praticar roubos.

O que você acha? A distribuição indiscriminada pode aumentar a violência, ou acredita que os criminosos não seguirão a tendência?