Além de terem que enfrentar uma amarga derrota para o time rival, 173 atleticanos ainda terão que se explicar à Justiça por terem armado uma emboscada para torcedores cruzeirenses.




Após pedirem acompanhamento policial, torcedores do Cruzeiro chegaram a estação Minas Shopping do metrô e encontraram diversos atleticanos que os surpreenderam com pedradas.

“Literalmente, eles montaram uma emboscada para a torcida rival. Alguns dos detidos já estavam na plataforma com as pedras que pegaram nos trilhos. Tivemos que usar bombas de efeito moral e balas de borracha para que o tumulto fosse contido”, contou ao Tempo o tenente-coronel Giovani Silva, comandante do Batalhão de Choque da Polícia Militar.

“Essas pessoas embarcaram na estação Vilarinho. Se realmente quisessem assistir ao jogo teriam desembarcado na estação Horto. No entanto, para arrumar briga, o grupo desceu no Minas Shopping. Constantemente monitoramos a região, uma vez que há históricos de confrontos ali”, continuou dizendo o tenente-coronel.




173 adultos e adolescentes foram apreendidos pela polícia e serão autuados por formação de quadrilha, dano ao patrimônio público, atentado contra os policiais, e posse de materiais explosivos.

 

*Imagem de capa: Reprodução O Tempo.