O governador Romeu Zema indicou o deputado federal Marcelo Aro (PP) para ser o novo líder do governo de Minas Gerais no Congresso Nacional. A informação foi publicada no Diário Oficial de MG nesta quinta, 19.

“Eu sempre acreditei muito na força do diálogo e da construção. E é só assim que vamos avançar. Por isso, fico muito feliz com essa missão e vou trabalhar muito para honrar a confiança do Governador. Sei que, juntos, Governo e bancada de Minas, poderemos seguir transformando vidas”, definiu Aro sobre suas novas tarefas.

Marcelo Aro sempre foi conhecido por seu bom trânsito em diversos setores políticos e por sua moderação. Deve ser um bom nome para representar MG.

Advertisement

Kalil, Zema e os irmãos Aro

Chama a atenção que a nomeação tenha acontecido menos de uma semana após o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, dizer que o irmão de Marcelo Aro, Adriano Aro, suborna o vereador Juliano Lopes (Agir) para que ele atue contra o prefeito na Câmara.

Adriano Aro (esquerda) e Marcelo Aro

Segundo Kalil Lopes recebe R$ 250 mil da Federação Mineira de Futebol (FMF), presidida por Adriano Aro. O vereador é presidente da Comissão de Arbitragem da federação.

Advertisement

Juliano Lopes é presidente da CPI da Covid-19 e disse que vai processar o prefeito por suas declarações e esclareceu que o valor citado pelo prefeito se refere ao orçamento anual de sua comissão.

Família poderosa e influente

Os mais desavisados podem não saber, mas a mãe de Marcelo Aro é vereadora: Professora Marli (PP). Foi a terceira vereadora mais votada nas últimas eleições, atrás apenas de Duda Salabert e Nikolas Ferreira.

Advertisement
Da esquerda para a direita: Adriano Aro, Professora Marli, Zé Guilherme e Marcelo Aro.

Já o marido dela, Zé Guilherme (PRP), é deputado estadual.

Coincidências são comuns nas decisões de Zema

Como reportado pelo Moon BH, quando o Governo de MG decidiu repassar menos vacinas para Belo Horizonte, a decisão foi tomada uma semana após pesquisa divulgada por Veja mostrar que Kalil venceria Zema no segundo turno da eleição para governador do ano que vem (veja a matéria completa aqui).

Advertisement