Em uma reunião extraordinária da Câmara de Mariana, realizada na segunda-feira (25), o vereador Deyvson Ribeiro (Solidariedade), tirou uma arma de fogo de sua mochila e começou a limpá-la. A reunião estava sendo transmitida ao vivo pelo Facebook, que flagrou as imagens.

Um pouco antes de mostrar a arma, o vereador havia criticado o prefeito do município, Duarte Júnior (PPS), argumentando que ele estava “mudando de opinião toda hora” em relação às restrições de isolamento da pandemia do novo coronavírus.

Advertisement

Nesta terça-feira, Deyvson se desculpou em suas redes sociais e afirmou que a arma é legal e tem a documentação em dia.

Durante a reunião, estava sendo discutida a retomada das obras da Fundação Renova de construção das casas dos atingidos pelo rompimento da barragem de Fundão. Os operários estariam autorizados a trabalhar desde que a fundação realizasse testes de COVID-19 em todos eles. Entretanto, os resultados não estavam sendo divulgados.

Fundação Renova

A Fundação Renova foi criada em março de 2016, por um Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta e iniciou as suas atividades em agosto do mesmo ano. Ela é responsável pela reparação dos danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão, em novembro de 2015, em Mariana.

Advertisement