O Secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral, avaliou que a vacina contra a COVID-19 que começará a ser testada no estado é uma das mais promissoras. Ele ainda lembrou que há várias vacinas sendo testadas no mundo, em diferentes fases de testagem.

As vacinas para testagem contra o novo coronavírus chegaram nesta segunda-feira (20) no Brasil. Produzidas pelo laboratório chinês Sinovac Biotech, elas serão testadas em alguns estados do país, sendo Minas um deles.

Advertisement

“A vacina, que está sendo testada em Minas, é uma das mais promissoras. Confirmando-se a sua utilidade, eficiência e eficácia, essas vacinas vão demorar um pouco para que se tenha uma produção em escala tal que todo mundo possa receber”, afirmou o secretário.

Carlos Eduardo ainda destacou a participação dos pesquisadores da UFMG nesse esforço para a criação da vacina. “Em relação a essa vacina que está sendo testada, nós temos uma equipe da UFMG, que está participando dessa pesquisa. De uma forma geral, temos várias vacinas sendo desenvolvidas mundo afora. Essas vacinas estão em estágios diferentes de pesquisas”, explicou.

No entanto, de acordo com o secretários, ainda levará um tempo para que a vacina esteja disponível para aplicação em massa. Ele ainda lamentou a marca de 2 mil mortes em Minas. “Tudo que nós queríamos era buscar uma redução das taxas de transmissão de forma que não tivéssemos uma explosão no número de casos e, dessa forma, não tivéssemos óbito por desassistência”.

Advertisement