O turista russo Aleksei Vyrypaev visitou Belo Horizonte e decidiu detonar a cidade em um post no Instagram, sem contar com a fúria que receberia em troca.

Os moradores da cidade não gostaram nada de como ele falou, já que muito do que ele sofreu poderia ser evitado e outras, como o transporte público, é um problema de várias grandes cidades e praticamente de todas as cidade de países emergentes.

Pra começar, ele disse que encontrou dificuldade para trocar dinheiro. Claro, a cidade não recebe um volume tão grande de turistas estrangeiros para termos casas de câmbio em toda parte, mas quase todo shopping tem.

Advertisement

Depois ele reclamou de ter sido roubado. Não ficou claro onde ele decidiu armar uma barraca para dormir, mas alguém cortou a barraca de noite e furtou seu celular.

Depois ele achou estranho ter de dormir em um motel, local onde as pessoas vão para transar. De fato, isto é uma peculiaridade brasileira.

Dentre suas falas, as mais polêmicas incluem que “ninguém sabe outras línguas”, que no Brasil há um “bando de pobres, mendigos e ladrões” e que ninguém se importa com ninguém: “Você ou alguém vai morrer no Centro da cidade, deitado no chão ao lado de um monte de gente passando e vai ter um policial por perto, mas ninguém vai se importar. Seu cadáver vai feder, então talvez eles prestem atenção. E isso não é certeza, a julgar pelo mau cheiro de urina no centro da cidade”.

Advertisement

O posto dele viralizou por causa da página BH é Meu País e os belo-horizontinos foram em peso detonar o russo:

View this post on Instagram

Advertisement

A post shared by BH é Meu País 🌐 (@bhemeupais)

Advertisement