A Prefeitura de Belo Horizonte propôs a abertura gradual de abres e restaurantes com fechamento de ruas para o posicionamento das mesas respeitando o distanciamento necessário para diminuir os riscos de contágio da COVID-19.

A informação foi dada pelo presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de BH e Região Metropolitana (Sindihorb), Paulo Pedrosa, que se reuniu na tarde desta terça-feira (21) com o prefeito Alexandre Kalil (PSD).

Advertisement

“Estamos bem otimistas para uma possível abertura na semana que vem, mas de forma gradual. Foi proposta, em um primeiro momento, liberar as calçadas. A prefeitura propôs fechar algumas ruas sexta, sábado e domingo. A Rua Curitiba, por exemplo, ser fechada no fim de semana. Outras ruas nos bairros de Lourdes e Sion para espalharmos mesas e cadeiras. Assim, vamos contratar mais garçons para atendimento”, afirmou Paulo.

“Claro que naquele quarteirão que tem quatro ou cinco bares, os estabelecimentos vão ter que delimitar o espaço. Essa foi uma ideia que acho que vai vingar. A vida de Belo Horizonte está nos restaurantes”, acrescentou.

A ideia inicial é intercalar a abertura do comércio (de segunda a quinta) e a abertura dos bares e restaurantes entre quinta e domingo.

Advertisement