O secretário municipal de saúde informou que shoppings centers, clubes, escolas e lojas de roupas seguem fechados

 

A segunda etapa de flexibilização do isolamento social dará um novo passo no processo de reabertura em Belo Horizonte na próxima segunda-feira (8). Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (5), Jackson Machado Pinto, secretário municipal de saúde, afirmou que a (Fase 2) de reabertura do comércio fará com que estejam ativos 92% de empregos de Belo Horizonte.

Com base em orientações do Comitê de enfrentamento à Epidemia da Covid-19,a prefeitura decidiu liberar o funcionamento de mais tipos de estabelecimentos. Entre eles estão: o comércio atacadista irá funcionar de 5h às 17 e o comércio varejista de 11h às 19h. “As distribuidoras de bebidas vão poder abrir e vender as bebidas desde que a pessoa consuma a bebida em casa”, declarou o secretário de Saúde de Belo Horizonte, afirma o secretário.

Advertisement

 

A partir da próxima segunda-feira, poderão funcionar os seguintes tipos de estabelecimento:

 

Advertisement
  • Artigos usados (desde que já permitidos pela prefeitura)
  • Artigos esportivos, de camping e afins
  • Calçados
  • Artigos de viagem
  • Artigos de joalheria
  • Souvenires, bijuterias e artesanatos
  • Plantas, flores e artigos para animais (exceto comércio de animais vivos)
  • Bebidas (sem consumo no local)
  • Instrumentos musicais e acessórios
  • Objetos de arte e decoração
  • Tabacaria, armamentos, lubrificantes

Apesar da ampliação da segunda fase do processo de reabertura, o secretário de saúde auxilia a manter os cuidados e seguir as regras de isolamento e distanciamento social.“Flexibilizar significa, sim, uma exposição maior ao vírus. É importante que as pessoas continuem sem sair, a não ser para o essencial. É importante que as pessoas usem máscara. É importante que as pessoas higienizem as mãos com água e sabão ou com álcool gel” ressalta.

 

Para escolas municipais, o secretário informou que não há uma previsão para que as atividades da educação voltem ao normal. “Não há uma previsão porque temos que pesa o risco de uma abertura das escolas. Não podemos expor ninguém ao risco”, afirmou o secretário. E sobre os bares, restaurantes, shoppings centers, clubes, escolas e lojas de roupas ainda seguem fechadas.

Advertisement