A projeção do pico da pandemia do novo coronavírus em Minas Gerais passou de 10 de junho para 19 de julho. O novo dado foi divulgado hoje (28), pelo secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, em uma entrevista coletiva virtual.

De acordo com Carlos Eduardo, o adiamento da data é atribuído às medidas de isolamento social, tomadas pelo governo do estado, assim como os protocolos de retorno gradual das atividades econômicas fixados pelo programa Minas Consciente. O projeto conta, até o momento, com a adesão de 87 municípios.

Advertisement

Entretanto, Amaral não soube informar quantas pessoas estarão infectadas na nova data estipulada. De acordo com o secretário, o número de infecções registadas em 24 horas deve ficar entre 2 mil e 3 mil doentes.

“Não é possível cravar os números de casos, nem pessoas internadas. O pico vai acontecer de acordo com o que acontecer nos dias que antecedem a data”, afirmou Carlos Eduardo.

Segundo os últimos dados apresentados pelo informe epidemiológico da SES-MG, divulgados nesta quinta-feira (28), 225 pessoas morreram em Minas, nas últimas 24 horas, 15 mortes a mais que o relatório anterior. Já os casos confirmados também apresentaram recorde: 675 em um só dia.

Advertisement