Motoristas de aplicativo de Belo Horizonte têm reclamado da sensação de insegurança na Região Noroeste da capital, nas proximidades da Avenida Antônio Carlos.

Apesar de recém reformada, a avenida conta com diversos sinais de trânsito, que forçam a parada dos motoristas próximo ao acesso de comunidades e falta de policiamento.

Há no entorno da avenida, sobretudo na região Noroeste, algumas das comunidades com maior índice de criminalidade da capital: como a Pedreira Prado Lopes e o Conjunto IAPI.

Advertisement

Alguns motoristas chegam a evitar corridas para essa região, com medo de serem assaltados durante o trajeto.

Dados do governo do Estado, indicam que só no último ano (entre junho de 2019 e maio de 2020) foram 1.021 veículos roubados na capital, somando os registros feitos pelas polícias Civil e Militar.

Advertisement