A primeira entrevista dos dois vereadores mais bem votados de Belo Horizonte, ainda neste domingo, 15, mostra mais deles do que se pode perceber à primeira vista.

A professora Duda Salabert (PDT), primeira trans eleita na câmara de BH, quebrou todos os recordes e foi a vereadora mais bem votada da história da capital: 37.613 votos. Roubou o posto de Áurea Carolina (PSOL), que conquistou o posto em 2016.

Já Nikolas Ferreira (PRTB) recebeu 29.320 votos. Integrante do movimento Direita Minas, é simpatizante do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Advertisement

A primeira entrevista dos dois, como eleitos, concedida ao Estado de Minas, mostra que eles terão um perfil bem diferente.

Falas sobre educação:

Duda Salabert: “… melhorar a educação, já que Belo Horizonte decaiu na educação nos últimos dois anos. Eu, como professora há 20 anos, acredito que Belo Horizonte entendeu a necessidade de trazer de novo a educação no protagonismo das políticas públicas”.

Nikolas Ferreira: “O cristão conservador não pode se posicionar nas faculdades. Elas são um ambiente muito hostil para nós. Os professores me rechaçavam, tentavam me calar. Existe uma espiral de silêncio. Isso aconteceu várias vezes”.

Advertisement

“…quero ocupar o currículo dos alunos com coisas úteis, como empreendedorismo e educação financeira”.

Ideologias político-partidárias

Duda Salabert: “Belo Horizonte deu uma resposta à CMBH anterior, que havia debates de pouca relevância social, materializados num projeto inconstitucional, e que provoca a histeria, chamado “escola sem partido”, e que em nada melhora a vida dos belo-horizontinos”

Nikolas Ferreira: “Serei uma muralha contra esquerdistas. Porque a esquerda não erra, ela é naturalmente errada, naturalmente má. Apoia regimes como o da venezuela, entre outros que promoveram matanças”

Advertisement

Meio ambiente

Duda Salabert: “Vamos fazer grandes mutirões para plantar árvore, mas mais do que isso, vamos transformar isso em política pública, criando um Plano Municipal de Crescimento Verde, que aí vai fazer mais que o quíntuplo de árvores que tivemos, com a aprovação desse plano”

Nikolas Ferreira: NÃO FALOU SOBRE O TEMA

Duda Salabert x Nikolas Ferreira: o que um disse sobre o outro

Duda Salabert: “Eu não estou preocupada com questões morais. Estou preocupada em gerar emprego, em melhorar o meio ambiente e melhorar a educação de Belo Horizonte. A moral é coisa da família. Cada família promove a formação moral. A Câmara Municipal tem o objetivo de promover o bem-estar social. Então não me interessa o que esse rapaz pensa do ponto de vista moral. O que me interessa é o que ele pensa para gerar emprego para a cidade”

Advertisement

Nikolas Ferreira: “Eu ainda irei chamá-la de ‘ele’. Ele é homem. É isso o que está na certidão dele, independentemente do que ele acha que é”.

*Este conteúdo foi baseado em duas entrevistas do jornal Estado de Minas. Veja o conteúdo original aqui e aqui

Advertisement