O deputado estadual, João Vítor Xavier (Cidadania) é um dos candidatos à prefeitura de Belo Horizonte. Entre as suas propostas, está a elaboração de um plano municipal sobre o consumo de álcool e drogas, em articulação com o Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas.

“A prefeitura precisa encarar essa questão com a gravidade que ela tem. Hoje nós temos uma pandemia do uso de drogas em Belo Horizonte, em todas as classes: desde o milionário até, infelizmente, o morador em situação de rua. Temos uma pandemia de droga na nossa cidade”, afirmou o candidato, pontuando que em uma eventual gestão sua, ele irá focar em ações para o tratamento da dependência.

“Nós temos que dar o caminho para aqueles que não têm condição especial de se tratar, (fazer) convênios com entidades que tratam dependentes químicos, igrejas, associações, todo tipo de entidade que possa ajudar e dar a mão”, complementa.

Advertisement

Discussão nas escolas

João Vítor Xavier defende que a discussão sobre os efeitos dessas substâncias, além do álcool e cigarros, aconteça cada vez mais cedo na rede municipal de ensino. “Essas questões precisam ser discutidas do ponto de vista da educação pública, levando para os meninos desde muito cedo, na escola, que o caminho do álcool, do tabaco, da bebida alcoólica não é positivo, dos males e dos danos que isso traz para a sociedade. Vamos implantar desde a primeira infância a discussão dessas temáticas”, afirma o político.

A ideia é que o assunto seja discutido em campanhas publicitárias da prefeitura. “O enfrentamento a essa questão é muito sério. As crianças, e quando falo criança, digo (com idade de) 12, 13, 14 anos, que estão aprendendo a beber e a fumar cada vez mais cedo. (esse cenário) Tira alegria dos pais e a saúde das pessoas ao longo da vida. Eu já tive ações nos meus mandatos parlamentares voltados a essa área, e quero tratar a discutir essa questão como prefeito de Belo Horizonte, com a seriedade que ela tem”, complementa.

Advertisement