Chamou atenção o empenho da prefeitura de BH contra o reajuste na passagem de ônibus de Belo Horizonte. A PBH anunciou um subsídio de até R$ 144 milhões por ano para permitir uma redução de R$ 0,20 na passagem.

Nesta segunda-feira, 3, o governo estadual decidiu que vai agir da mesma forma.

As empresas do transporte metropolitano pediram uma aumento de mais de 50% na tarifa, mas o Governo Zema avaliou que era justo um reajuste de 13%.

Advertisement

Para não pegar mal, já que Zema e Kalil se enfrentarão na disputa pelo pelo Palácio da Liberdade, propuseram dar às empresas R$ 8 milhões por mês, ou cerca de R$ 100 milhões por ano.