O Grupo Globo anunciou que vai começar a chamar o estádio do Atlético de Arena MRV, nome comercial da futura casa do time, cujo naming rights foram vendidos para a construtora MRV Engenharia, por dez anos.

A decisão começou a valer no último sábado (05), e é um reflexo do acordo entre a Hypera Pharma e o Corinthians, para a compra dos naming rights do estádio corintiano, que ganhou o nome de Neo Química Arena no último dia 1º de setembro.

Advertisement

Em um comunicado enviado aos veículos de imprensa, a Globo explicou os motivos da decisão. “A partir deste sábado, dia 5, a Globo passa a citar nas transmissões dos jogos do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil a marca patrocinadora de arenas esportivas. Essa decisão é fruto do diálogo constante que a Globo mantém com os clubes, sempre respeitando os acordos estabelecidos com as marcas parceiras das transmissões esportivas da emissora. Como parceira e incentivadora do futebol brasileiro há muitas décadas, a Globo busca sempre as melhores soluções para os que apoiam o desenvolvimento do esporte no país”, afirmou a empresa, em nota.

A decisão foi estendida a todos os estádios, incluindo a Arena MRV, do Atlético, e a Itaipava Fonte Nova, dona dos naming rights do maior estádio baiano. No caso da Arena MRV, o presidente do Galo, Sérgio Sette Câmara, já havia dito que batalharia para que o nome comercial fosse usado pela emissora, nem que isso entrasse como cláusula para a venda dos fundos de direitos de transmissão. O contrato atual termina em 2024.

No entanto, a decisão da Globo não é extensiva a nomes de clubes, como o Red Bull Bragantino ou equipes de vôlei que participam das Superligas nacionais.

Advertisement