O vereador de Belo Horizonte, Gabriel Azevedo, foi expulso do Patriota nesta terça-feira (01). O partido, que vem passando por reformulações, também anunciou a filiação do senador Flávio Bolsonaro. Existe ainda a possibilidade de Jair Bolsonaro, que no momento está sem partido, se filiar à legenda.

Gabriel é crítico de Bolsonaro e a sua postura em relação ao presidente foi a justificativa do partido para retirá-lo.

“O senhor, por reiteradas vezes, posicionou-se veementemente contra o atual presidente da República, bem como a outros parlamentares ligados à sua família”, informou um trecho do comunicado assinado por Hércules Marques de Sá, presidente do diretório estadual do Patriota.

Advertisement

Integrante da Câmara Municipal da capital desde 2017, Gabriel já oficializou a sua saída do partido à Mesa Diretora do Parlamento de Belo Horizonte. “Passo a ser, mais uma vez, um vereador sem partido”, anunciou ele ao líderes da Câmara de BH.

Gabriel ficou sem legenda em parte da legislação passada. Depois, se filiou ao Patriota para disputar as eleições municipais.

Advertisement

Antes de fazer parte do Patriota, o vereador já passou pelo PSDB e PHS.