O futuro da reabertura do comércio em Belo Horizonte será decidido na próxima quinta-feira (04), às 14h, pelo Comitê de Enfrentamento à COVID-19 na cidade. A decisão tomada será divulgada apenas na sexta-feira (05), pelo prefeito Alexandre Kalil (PSD). Segundo Kalil, ainda não é possível saber se o comércio precisará fechar as portas novamente.

“Nós temos uma reunião quinta-feira às 14h, e vamos avaliar tudo. Tanto abrir como fechar, eles estão avaliando, tem o tempo deles, não é o prefeito que vai falar sobre isso. Não tem nem como falar na terça, nem quarta, isso vai ser resolvido na quinta-feira”, pontuou o prefeito.

Advertisement

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL-BH) declarou também não ter conhecimento sobre a reabertura ou fechamento do comércio.

A possibilidade de um retrocesso no processo de reabertura ou até mesmo um lockdown na cidade, vem sendo considerada desde a sexta-feira passada (29), quando a cidade entrou em nível vermelho de alerta geral do termômetro da COVID-19. De acordo com o indicador, a velocidade de transmissão do coronavírus aumentou, o que impacta diretamente nos índices de ocupação de leitos de UTI.

Reabertura gradual

A reabertura gradual do comércio de BH começou no dia 25 de maio, quando alguns estabelecimentos considerados não-essenciais foram liberados para abrirem as portas, como salões de beleza e shopping populares. Entretanto, só será possível medir os efeitos dessa reabertura após duas semanas, período aproximado de encubação da doença (quando os infectados começam a apresentar os primeiros sintomas).

Advertisement

Situação em Belo Horizonte

De acordo com o balanço publicado pela prefeitura de BH nesta última segunda-feira (1º), a cidade conta com 1.882 casos de COVID-19, dentre eles, 49 moradores da capital morreram após serem infectados.

O maio número de casos se concentra na faixa etária de 20 a 39 anos. Em seguida, a doença atinge principalmente os que têm idades entre 40 e 59 anos.

Advertisement