As duas maiores capitais do país, São Paulo e Rio de Janeiro, anunciaram que vão adotar o que está sendo chamado de “passaporte da vacina”. A medida permitirá a entrada em vários estabelecimentos apenas por pessoas que comprovarem que foram vacinadas.

Questionada pelo Moon BH, a Prefeitura de Belo Horizonte disse nesta segunda-feira, 30, que a estratégia não deve ser adotada pela capital mineira, pelo menos por enquanto.

A gestão esclareceu que apesar de por enquanto não haver previsão, o assunto pode entrar em pauta no comitê de Covid-19 da cidade.

Advertisement

“A Prefeitura de Belo Horizonte informa que não há previsão de adotar medidas semelhantes no município. É importante ressaltar que a estratégia principal para o enfrentamento à pandemia é a imunização da população, conforme as orientações do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, do Ministério da Saúde”.