O ator Wagner Moura “apresentou” o programa eleitoral de Áurea Carolina (Psol) para a prefeitura de BH, nesta quarta-feira (28). Na peça, o artista opina sobre a deputada federal e demonstra empolgação com a candidatura dela à prefeitura.

“Áurea, para mim, é dos mais impressionantes sopros de renovação da nossa política. Tenho certeza que ela será uma extraordinária prefeita em Belo Horizonte”, afirma ele.

Wagner aparece brevemente e o vídeo é sobreposto com imagens da candidata e seu vice, Leonardo Péricles (Unidade Popular), fazendo campanha pela cidade. 

Advertisement

Apoio ao Psol

Wagner Moura também gravou um vídeo para a campanha de Guilherme Boulos (Psol) à prefeitura de São Paulo. No entanto, a Justiça Eleitoral barrou barrou a propaganda no início do mês. 

“No caso em questão, a peça publicitária faz uso da presença de apoiador em aproximadamente a totalidade do tempo de exibição pertencente ao candidato, 16s do total de 17s, conforme mídia carreada aos autos pela representante, flagrante a violação à legislação eleitoral”, informou a decisão.

Advertisement

O marqueteiro Chico Malfitani, responsável pelos programas de TV de Boulos, afirmou que seguiu o espírito da lei eleitoral ao usar a voz do ator em “off”, enquanto a imagem dos candidatos aparecia na tela.

“Entendo o espírito da lei, é correto, não pode substituir o candidato por um ator. Mas no nosso caso o Wagner foi o locutor e a imagem que aparecia na tela era de Boulos e Erudina. Nós temos apenas 17 segundos, nosso programa é sério. Voltamos ao tempo da censura?”, indagou.

Advertisement