Nesta quinta-feira (11) Belo Horizonte ultrapassou a marca de 50 mil casos do novo coronavírus. De acordo com o boletim epidemiológico da prefeitura, são 50.106 pessoas diagnosticadas com a doença, 243 a mais que o registrado no balanço do dia anterior.

O número de transmissão por pessoa também aumentou na capital. Agora, o índice marca 1,04, alta de 0,03. O número de mortes por COVID-19 também voltou a crescer: foi de 1.530 para 1.533. Ou seja, três óbitos foram computados na capital nas últimas 24 horas.

Perfil das vítimas

Segundo o levantamento das regionais, a Noroeste é a que possui o maior número de mortes: 200, 13 a mais que a Oeste. Na sequência aparecem Nordeste (186), Venda Nova (180), Leste (170), Barreiro (166), Norte (154), Centro-sul (145) e Pampulha (145).

Advertisement

A maioria dos óbitos, 82,4% (1.264), é formada por idosos. Outros 15,3% (234) foram de pessoas entre 40 e 59 anos. 2,2% (34) foram pessoas entre 20 e 39 anos. Há, ainda, uma morte de paciente entre 10 e 14 anos.

Leitos

As taxas de ocupação dos leitos pouco mudaram desde o balanço anterior. Na terapia intensiva, houve aumento de 30,6% para 32,1%. Também houve uma pequena alta do índice nas enfermarias: de 28% para 28,4%.

Advertisement