Diretor da empresa Marcelo Cohen, afirma que todos comerciantes  haviam feito acordo com centro de compras de Belo Horizonte

 

Nesta última quarta-feira (3), o juiz Fausto de Castro da 32º Vara Cível de BH, emitiu uma decisão liminar onde determina a suspensão de 50% do pagamento do aluguel pago à Multiplan, administradora do BH Shopping. Marcelo Cohen diretor da empresa de Belvitur esclareceu o pedido dizendo que o centro de compras e laser seguido por outros de Belo Horizonte, já haviam entrado com acordo com comerciantes antes da decisão da Justiça.

Advertisement

Cohen, entrou pela Belvitur com liminar destinada a todos os shopping da capital para interromper o aluguel logo no início da pandemia da COVID-19. Mas antes da decisão do juiz, há dois meses, eles já haviam feito um acordo com as administrações dos shoppings, sendo contemplados por isenção total de aluguel e 50% da taxa condominial.

Mesmo diante da pandemia, a empresa Belvitur está com suas financias em dia, tanto fornecedores e clientes garante o diretor. “Estamos com todos os nossos compromissos em dia, todos os nossos boletos, tudo. E foi tudo liberado pelos shoppings. Foi tudo pago. O que o magistrado decidiu agora, já foi liberado há dois meses. Muito melhor do que o magistrado liberou. Os shoppings entenderam que têm que liberar todo o aluguel”, afirma Cohen.

Sendo a 5º maior empresa de turismo do Brasil e estando em quase todos shoppings de Belo Horizonte, a Belvitur prepara para este mês, abrir duas novas unidades em Belo Horizonte. E também expandindo para o segundo semestre pré-compras aéreas e de hotelaria com preços exclusivos.

Advertisement

 

 

Advertisement