Após a assinatura de um decreto que permitia a abertura gradativa do comércio local em Nova Lima, bares da cidade têm aglomeração e mostram desrespeito em relação ao isolamento social. Com mesas lotadas, clientes quebram normas e ameaçam revisão do decreto de reabertura do comércio.

A princípio, desde a última terça-feira (05), serviços de alimentação estão autorizados para a reabertura. Porém, eles devem seguir algumas medidas de prevenção, como concentrar o consumo no local das 11h às 15h, com no máximo 1/3 da sua capacidade. Além de manter a distância mínima de 1,5 metros por pessoa e o uso de máscaras por clientes e funcionários.

Advertisement

Em nota, a prefeitura de Nova Lima informou que está realizando fiscalizações para o cumprimento das normas. De acordo com o decreto, em caso de descumprimento das medidas, o responsável poderá ser notificado, atuado e sofrer sanções como: interdição parcial ou total, cassações de alvarás e multas.

Estabelecimentos que podem ser abertos

Assim como os estabelecimentos com serviços de alimentação, também podem ser reabertos:

– Comércio varejista;

Advertisement

– Empresas de estacionamento de veículos;

– Escritórios em geral, imobiliárias, engenharia, arquitetura, advocacia, contabilidade e turismo: em local com ventilação natural, distanciamento entre os funcionários e áreas comuns fechadas ou de acesso restrito;

– Segmentos de estética, beleza, barbearia, pet shop e semelhantes: agendamento em domicílio ou in loco, somente a partir de agendamentos prévios, permanência de um cliente/funcionário a cada 3m² de área livre de circulação, medidas de higienização e esterilização dos equipamentos após o uso em cada cliente.

Advertisement