Segundo dados da prefeitura de Belo Horizonte, são oito bairros que concentram  mais que uma vida tirada pela COVID-19

 

Foi divulgado nesta quarta-feira (3), o boletim epidemiológico pela prefeitura de Belo Horizonte apontando os bairros com maior número de mortes por COVID-19 na capital. Em primeiro lugar ficou o bairro Pompeia, na região Leste de Belo Horizonte.

Advertisement

Outros sete bairros estão no ranking que concentram dois óbitos registrados. São eles: Carlos Prates (Centro-Sul), Barro Preto (Centro-Sul), Nova Cachoeirinha (Nordeste), Vera Cruz (Leste), Itapoã (Pampulha) e Itaipu (Barreiro).

São 37 bairros no total que registra ao menos um caso de morte pela infecção causada pelo novo coronavírus.

Já em casos graves, o bairro Castelo, na Região da Pampulha, possui o maior número de pessoas com quadros clínicos complicados, com oito casos de pessoas com síndrome respiratória aguda grave (SRAG), causada pela COVID-19.

Advertisement

Na Zona Oeste da cidade vêm os bairros Prado e Gutierrez, os dois com seis casos graves cada um. Em sequência na mesma região são os bairros: Vera Cruz (Leste) e Jardim América (Oeste) com cinco pacientes com SRAG causada pelo novo vírus.

Confira a tabela com casos de COVID-19 por bairro de BH

Bairro Região Casos não graves Casos graves Mortes
Acaiaca Nordeste 1 0 0
Aeroporto Pampulha 0 1 0
Águas Claras Barreiro 0 1 0
Alípio de Melo Pampulha 4 1 1
Alpes Oeste 1 0 0
Alto Barroca Oeste 2 0 0
Alto Caiçara Noroeste 2 0 0
Alto Vera Cruz Leste 3 0 0
Anchieta Centro-Sul 5 1 1
Aparecida 7ª Seção Noroeste 1 0 0

 

Segundo o último balanço divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde, Belo Horizonte corresponde 2.129 dos casos confirmados, sendo entre eles 1.589 já recuperados e 489 ainda com acompanhamento médico. Totalizando as mortes até quarta-feira em BH, somam 51 pessoas que perderam suas vidas.

Advertisement