Carina Pereira, ex-apresentadora do Globo Esporte, usou as suas redes sociais para fazer um desabafo. A jornalista foi demitida no dia 05 de janeiro, após ficar 7 anos na emissora. Em um vídeo compartilhado em seu Instagram, ela afirmou ter sofrido assédio moral dentro do canal.

“Aconteceram algumas coisas que já estavam somando. Enfrentei uma redação de esporte e não sabia que seria tão desafiador assim. Enfrentei muito preconceito por ser mulher e por não ser desse meio”, começou.

“No começo eram piadinhas dos colegas, algum tratamento diferenciado porque eu não era dali, mas depois foi o meu chefe. Ele dizia: ‘Ah, a Carina consegue essa exclusiva porque é mulher, tem o que você não tem, o oferece o que você não oferece…’. Quando era colega, eu retrucava, mas quando era o chefe, não, porque era alguém que eu admirava. E as coisas foram piorando”, acrescentou Carina.

Advertisement

Na sequência dos relatos, ela continuou falando sobre os episódios de assédio moral e que tentou até mesmo fazer uma denúncia para o RH da emissora.

“O que ele fazia comigo, ele fazia com outros colegas. A gente resolveu denunciar. Primeiro, a gente foi no RH. Não resolveu muito. Depois a gente fez uma denúncia na ouvidoria da empresa. Fui mudada de horário, de função. Para mim, as coisas pioraram. Eu era a única mulher dessa galera que denunciou e sinto que fui a única prejudicada”, declarou.

Advertisement

“Aquilo me entristecia. Aquilo fica na minha cabeça. Por que para mim as coisas eram mais difíceis?”, desabafou.

Confira o relato:

Advertisement