Fernando Rocha foi demitido da Globo em fevereiro de 2019, quando apresentava o Bem Estar. Desde então, o apresentador está tentando se renovar e precisou de ajuda para superar a sua saída da emissora.

“Demorei um ano pra entender, pra olhar, pra limpar essas feridas, pra curar essas feridas, perceber que sentimentos eram esses que estavam comigo e onde esse caminho poderia me levar. Não são esses sentimentos que a gente enaltece, como alegria ou felicidade. Estou falando de medo, de incerteza, de tristeza, de saudade, de melancolia. Todos eles foram compondo uma luz, uma lente pra que eu pudesse enxergar”, revelou.

O apresentador disse ainda que sentiu como se tivesse caído de um caminhão de mudança quando descobriu que seu contrato não seria renovado. “Foram quase 30 anos trabalhando na mesma empresa. Eu usei elementos pra me levantar, que fazem parte da reestruturação de uma vida no mundo corporativo, de um relacionamento que se desfaz e tem que ser repensado, de uma vida família e de uma vida pessoal”, afirmou.

Advertisement

De volta às telinhas?

Feliz com a sua vida atual e com o lançamento de um livro, Fernando está à frente de trabalhos publicitários e na web. Apesar do grande número de projeto, ele revela que a vontade de retornar à TV ainda existe.

“Tenho muita saudade da TV. Eu sou bicho de televisão, eu sou daquele ambiente. O meu DNA combina com o da televisão, é algo que faz parte da minha essência. Eu tenho certeza que eu vou voltar, só que tem um tempo (para isso acontecer”, afirma.

Advertisement

“Eu ainda quero viver uma experiência de volta ao rádio. Alguns planos estavam bem perto de concretizar antes da pandemia, mas aí tudo parou. Acredito que em 2021, se Deus quiser, volto primeiro para o rádio e depois para a televisão. É só uma questão de tempo, porque o que a gente quer tem muita força”, ressalta o jornalista.

 

Advertisement