Dentro do mercado, que mais parece um labirinto, é possível encontrar de quase tudo. A maior parte dos produtos é pirata e não há registro de sua procedência.




A concorrência é grande e, por isso, não será raro se ao passar pelos corredores um vendedor quase te puxar para dentro da loja. Expressões como: “Posso ajudar?”, “vamos experimentar?” e “vem dar uma olhadinha” são bem comuns.

Aviso que não sou xenofóbico. Essa matéria apenas busca observar o fato de que cada vez mais há chineses controlando lojas em BH. O que tem direito de fazer, considerando a livre concorrência. No Oiapoque, separei 10 tipo de lojas que estão sendo dominadas por imigrantes chineses.

1 – Lojas de sapatos falsos:

11136982_802914799787050_471208603_n
Shopping Oiapoque – Fhilipe Pelájjio

Com diversas lojas, certamente será possível encontrar uma ‘réplica’ quase perfeita do modelo procurado. Este da foto, por exemplo, custa bem perto dos R$700, mas no Oiapoque é possível comprá-lo por apenas R$100. Vale lembrar que mais importante que o modelo, é a qualidade do sapato. Usar marcas de baixa qualidade podem acabar comprometendo a saúde.

2 – Loja de espadas:

11160104_802914833120380_1708474141_n
Shopping Oiapoque – Fhilipe Pelájjio

Atenção samurai, você que não sabia onde encontrar espadas e punhais para comprar, saiba que no shopping ‘Oi’ tem diversos modelos. Fica a sua escolha.

3 – Cosméticos quase caseiros e perfumes falsificados:

11173538_802914796453717_1264993872_n
Shopping Oiapoque – Fhilipe Pelájjio

Talvez o ponto mais crítico do shopping seja realmente disponibilizar este tipo de produto. Produtos não verificados pela Anvisa podem causar sérios problemas de pele e no cabelo.

Já os perfumes, sem dúvidas são falsos. Não se iluda ao pensar que os mercadores do Oiapoque conseguiriam fazer preços tão baixos em mercadorias originais e importadas.

4 – Auto-falantes caros e “no sense”:

1318509541_41280180_1-Fotos-de--Alto-Falante-Pioneer-Subwoofer-TS-W308-D2D4-12-400w-RMS
Pioner – Divulgação

Ora pois, quem gastaria mais de R$2 mil comprando auto-falante para um carro? Quem?

5 – Roupas:

11169026_802914826453714_1743402619_n
Shopping Oiapoque – Fhilipe Pelájjio

Embora precise defender o direito intelectual da marca, não vejo diferença em comprar roupas caras de grife, ou as falsificadas do “Oi”. Exceto pelo fator estético, deveria ser irrelevante se uma camisa custa R$50 ou R$500.
Motivados a ostentar status, a maioria dos consumidores dessas lojas procuram por réplicas de marcas famosas

6 – Bolsas e mochilas, de famosas a anônimas:

11165825_802914823120381_444012791_n
Shopping Oiapoque – Fhilipe Pelájjio

De mochilas usadas comumente por estudantes, até bolsas falsificadas que são sonhe de consumo para várias mulheres, a variedade encontrada é incrível. “louis vuitton” e “tommy hilfiger” sempre marcam presença por lá.

7 – Brinquedos:

11160478_802914809787049_1170189899_n
Shopping Oiapoque – Fhilipe Pelájjio

Se você procura por brinquedos, o shopping Oiapoque pode ser uma alternativa. De bonecos de pelúcia à drones, quase tudo pode ser encontrado lá.

8 – Eletrônicos e afins:

30515393-eletronicos-traficante
Reprodução – Internet

Câmeras filmadoras, roteadores, celulares, computadores, peças para notebook´s (manutenção também), pen-drive e tudo o que se refere a eletrônicos. Para ter acesso a alguns, nem mesmo é preciso entrar no shopping.

9 – Multimídia geral:

PC - Divulgação
PC – Divulgação

Por algum motivo, parece que alguém ainda compra CD’s e DVD’s. Embora sejam uma mídia ultrapassada, o comércio dentro do “Oi” ainda é alto. Jogos para videogames e PC’s também são facilmente encontrados. Diga não a pirataria.

10 – Óculos de grau e com ‘proteção’ solar:

11149232_802914849787045_2096247838_n
Shopping Oiapoque – Fhilipe Pelájjio

Um dos artigos mais comuns dentro do shopping popular são os óculos. Acredite, até uma ótica você pode encontrar lá dentro. Mais uma vez,  fica o alerta: Usar produtos falsificados que envolvem diretamente a saúde pode ser extremamente prejudicial. Mas fica a seu critério.