O mundo virou os olhos para a situação tensa na Rússia. Após uma coalizão formada entre Estados Unidos, Reino Unido e França bombardear alguns pontos na Síria, a situação piorou e o clima ficou mais pesado.




Em meio a toda essa confusão, surgiu na internet a história de que se uma guerra começar na Rússia, e então, isso impedir a realização da Copa do Mundo por lá, o Brasil voltaria a sediar o torneio.

Segundo o boato que corre na web está situação estaria especificada em um regulamento da Fifa, o que daria certa certeza sobre o caso.

Reprodução – Internet

Investigamos a história e encontramos um caso parecido no passado. Veja abaixo:




Apesar de muita gente ter acreditado na história, ela é falsa! Trata-se de mais um clássico caso de fake news, sim.

Consultamos o regulamento da Fifa 2018 e não há absolutamente nada que cite essa regra (o regulamento pode ser acessado aqui, em inglês).

O que acontece, de fato, é que se o país sede não puder, por qualquer motivo, sediar a Copa, um comitê especial da Federação Internacional de Futebol deverá se reunir e definir um novo local para a realização dos jogos.




Em 1986, por exemplo, a Colômbia deveria sediar a competição. O problema é que 4 anos antes o presidente do país alegou problemas financeiros e eles desistiram de sediar a Copa.

O México, que já havia sediado 16 anos antes, em 1970, foi o novo escolhido como país sede.

Encontramos um vídeo de apenas 2 minutos onde você pode esclarecer suas dúvidas sobre Fake News. Confira abaixo: