A semana começou com vários relatos tristes de vandalismos com as bikes da Yellow, a nova companhia de compartilhamento de transporte que chegou em BH no último dia 15.




Ao contrário do que muita gente está pensando, porém, o belo-horizontino não é o único que anda apresentando este comportamento mal educado.

Em todas as cidade em que chegou, a empresa viu suas bicicletas e patinetes sendo destruídos. Por isso, uma certa taxa de danos já era esperado.

Uma conta no Twitter, a Dockless Bike registra casos de depredação de bikes, de várias companhias, por todos os lugares do mundo.




Seatlle, nos EUA, por exemplo, é uma das campeãs em casos parecidos. Imagens mostram cenas horrorosas:

Já em BH, casos foram registrados pelo Jornal Estado de Minas, que fotografou algumas jogadas dentro do Rio Arrudas.




Reprodução – Pedro Galvão/EM

“Se a pessoa vir alguém carregando uma bicicleta ou patinete na mão, é porque não está usando o aplicativo. Por isso, contamos também com os usuários nesse sentido, pois se estará roubando não apenas da empresa, mas deles também”, declarou ao jornal o RP da companhia, Ricardo Kauffman.

Segundo o The Guardian, a empresa Globee.bike desistiu de operar em Paris após várias bicicletas serem destruídas intencionalmente.

Já na cidade de Xiamen, na China, uma foto registrada pela Reuters mostrou uma foto chocante com milhares de bikes destruídas após uma empresa desistir de operar no local. Uma outra companhia também desistiu de operar na Itália após mais de 60% de sua frota ser destruída.




Pelo bem de Belo Horizonte, esperamos que a população fique mais educada e permita que a sociedade tire proveito de algo bom!