Se me perguntarem hoje o que Rio de Janeiro e Minas Gerais tem em comum, a primeira coisa que aparece na minha cabeça é: estados quebrados.



Os dois enfrentam uma das maiores crises já vistas no país e em ambos os casos acabam de assumir o governo partidos pequenos e sem experiência com o poder.

Enquanto o governo de MG vem enfrentando críticas por até agora não mostrar a que veio, o do RJ está causando inveja pelas boas ideias.

Eles acabam de criar a Superintendência de Empreendedorismo e Inovação Social, que basicamente será responsável por aproximar empresas e entidades de novos empreendedores e ideias.



Basicamente a superintendência será focada em buscar e viabilizar parcerias, fomento e financiamento à iniciativas ligadas à nova economia, como Startups, produção de alimentos orgânicos e economia solidária.

Alexandre Ceotto – Reprodução Facebook

Idealizada por Alexandre Ceotto, subsecretario de relações institucionais da secretaria de desenvolvimento econômico e geração de emprego e renda, a base da estratégia é fomentar empresas alinhadas ao conceito de Economia Colaborativa. Gigantes como Uber, airbnb e a até a Netflix partiram deste conceito.

Conhecida nacionalmente por abrigar o vale do silício brasileiro, o ‘San Pedro Valley’, que abriga mais de 300 startups, BH poderia muito bem pressionar o governo estadual por práticas semelhantes.

Voltamos a qualquer momento. Enquanto isso seguimos observando. Fhilipe Pelájjio