Até agora euzinha tinha uma certa simpatia pelo Kalil porque ele parecia ser o mais sincerão. Mas em um áudio vazado, ele se revela ser político sim e muito falsiane.




Junto com os taxistas ele se mostrou muito contrário ao Uber atuar em BH e disse que se for prefeito, não vai regulamentar o app.

O curioso, é que em agosto, quando fazia campanha pro primeiro turno, ele disse que não era político e que diferente dos outros, não tava preocupado com votos dos taxistas. Disse também que estava ao lado da população.

Uai, como que ele tá do lado do povo se o povo quer é Uber em BH?




Você pode ver os vídeos da contradição do candidato abaixo:

Vídeo a favor do povo

Vídeo a favor dos taxistas

Pra mim, o povo quer uma coisa e os taxistas querem outra. Não dá pra ficar do lado dos dois. Então tá na hora de escolher ficar no lado do povo ou dos taxistas. Qual vai ser?