A ex-presidente Dilma segue na liderança pela cadeira de Senadora por Minas Gerais. Com 26% das intenções de voto segundo Datafolha, ela já é dada como eleita.




Mesmo tendo mais que o dobro da intenção de votos que o segundo colocado, porém, sua campanha vem gastando bastante.

Tanto que ela já gastou mais da metade do limite estabelecido pela Justiça Eleitoral. Pra efeitos de comparação, seus gastos já superaram os de 7 candidatos ao Governo de Minas Gerais*.

Até o momento (12/09), a petista contratou exatos R$3.068.017,14. Dentre os gastos destacam-se estúdios, advogados e serviços de comunicação.




Mais que ela, apenas Antônio Anastasia e Fernando Pimentel contrataram mais serviços. Enquanto o candidato do PSDB contratou exatos R$3.541.447,88, o atual governador está em R$6.196.061,46.

Enquanto Dilma pode gastar um total de R$ 4,2 milhões durante toda sua campanha, os candidatos a governador tem um teto de 14 milhões no primeiro turno e 7 no segundo.

Veja quanto gastou os outros candidatos ao governo do estado:

Adalclever Lopes – R$195.510,00

Alexandre Flach – Não declarou

Claudiney Dulim – Não declarou

Dirlene Marques – Não declarou

João Batista – R$50.240,60

Jordano Metalúrgico – R$ 0,00

Romeu Zema – R$94.909,68




*A lista foi elaborada de acordo com o que cada candidato declarou à Justiça Eleitoral até o momento desta publicação e está sujeita a mudança até a prestação de contas final.

Veja os dados completos de cada candidato no site do TSE clicando aqui.