Curtir Carnaval é bom e todo mundo gosta, certo? Então já trate de cuidar dos pequenos e garantir que eles (e nem você) passem aperto durante a folia.




Para o clínico geral Flavius Marinho Vieira, preparar o corpo é fundamental. “A hidratação é importante. Algumas pessoas consomem mais bebidas alcóolicas do que o usual, e a tendência é de desidratação. Nesse sentido, o consumo de frutas e o uso de vestimentas leves auxiliam, pois, algumas roupas podem reter excesso de calor e aumentar a sudorese. Investir em uma alimentação que conte com carboidratos e proteínas também é importante para repor as perdas do organismo e evitar a fadiga muscular, por exemplo”, explica o especialista da Unimed-BH.

Leia mais> Definido onde ficará a SkolCachu em BH; confira aqui e prepare-se

Ele orienta ainda o uso do protetor solar e a pediatra da Unimed-BH, Andrea Chaimowicz, complementa, destacando a importância do repelente. “O protetor solar é muito importante e pode ser usado a partir dos seis meses, e, mesmo assim, é recomendado evitar a exposição prolongada ao sol em horários de pico. As crianças já são vacinadas contra a febre amarela, mas orientamos o uso do repelente em função da dengue, especialmente aqueles produtos à base de icaridina”.

A especialista comenta ainda que as fantasias fazem parte da brincadeira e que devem ser leves, sem exagero nos adereços, e esclarece ainda sobre a correta escolha dos pigmentos para a caracterização na folia. “A preferência deve ser por tintas ou maquiagens próprias, antialérgicas ou à base de água, evitando as áreas dos olhos e da boca, principalmente nas crianças mais novas. Os fixadores de cabelo também devem ser antialérgicos, pois acabam indo para o couro cabeludo, e, no caso daquelas que têm bronquite ou rinite, a recomendação é evitar a pintura. Assim, é a hora de aproveitar, em blocos infantis, compatíveis com a idade das crianças”, explica a pediatra.




Outras dicas para as crianças

– Atenção à hidratação. Oferecer água sempre, mesmo sem a criança pedir. Água é sempre melhor que suco e refrigerantes.

– Associar o uso de protetor solar e repelente para as crianças acima de seis meses;

– Levar um lanche de casa e evitar comidas sem conhecer a procedência ou expostas ao calor, pois podem provocar diarreia;

– Apostar em fantasias leves, sem muitos adereços;

– Escolher produtos antialérgicos para as pinturas e evitar as regiões das mucosas;

– Usar sapatos confortáveis, sem salto, e fechados para proteger os pés;

– Evitar grandes aglomerações e música muito alta, investindo em blocos próprios para as crianças.