Pra começar, acho importante dizer que Santiago do Chile é certamente a minha cidade preferida em todo o mundo. Não sei se é porque a cidade tem um clima agradável e as pessoas são bem amáveis ou se é porque me senti super seguro.

O fato é que Santiago reúne tudo o que é preciso para se viver muito bem. Tem estrutura impressionante, boa qualidade de transporte público, os preços são bons e as opções de lazer sobram.

Além disso, tem os pontos turísticos, que são divertidos e muito bonitos.

Costanera Center

Costanera – Natan Vieira

O Costanera Center é esse prédio absurdo de alto que você vê na direita da foto. Ele tem 64 andares e 300 metros de altura, o que faz dele o edifício mais alto de toda a América Latina.




Dentro dele tem praticamente todas as grandes lojas famosas e ainda um mirante 360 com vista para toda a cidade. Acessível durante o dia e a noite, o maior problema é o preço do ingresso. São cerca de 10.000 pesos (50 reais).

Cerro Santa Lúcia

No meio da cidade, é um morro tranquilo pra subir e cheio de surpresas na subida. De belas vistas à construções encantadoras, o cerro é sem dúvidas um dos lugares mais famosos e bonitos da cidade.

Cerro de Santa Lucía – Fhilipe Pelájjio

O interessante deste ponto é que bem em baixo tem umas lojinhas com produtos feitos pelos artesãos locais. Se a intenção for comprar presentes pros parentes, uma importante dica é pechinchar: funciona demais.

Artesanato chileno – Natan Vieira

A foto abaixo mostra um monumento em homenagem ao deus grego Poseidon e fica mais ou menos na metade da subida. Há uma placa incentivando as pessoas a jogarem moedas em troca de pedidos, mas como fui em época de crise, não tinha muitas moedinhas lá.




Cerro de Santa Lucía – Natan Vieira

Cerro de San Cristóbal

Esse sim é um morro bem doído de subir. Super alto, é preciso se preparar para a subida e uma ou duas garrafinhas de água vão lhe ajudar bastante.

A vista é bem impressionante, mas ao contrário do morro anterior, não encontrei muitas atrações e monumentos pelo caminhos. Assim, você acaba não se distraindo muito na subida, o que a deixa mais cansativa.

No topo, há uma santa bem grande. Pra nós, brasileiros, sempre ficará a impressão de se tratar da versão feminina do Cristo Redentor.

Palácio de La Moneda

Um dos pontos mais comentados em se tratando de turismo em Santiago é o Palácio de La Moneda.

Reprodução





Apesar disso, não tem muita coisa pra fazer lá. Exceto se você for na hora da troca da guarda, é um daqueles lugares onde você vai, tira foto e vai embora.

Concha y Toro

Bem pertinho de da capital chilena, está a sede de uma das vinícolas mais famosas do país. Fácil de chegar de ônibus, você não precisa comprar um pacote turístico para fazer o passeio, uma vez que chegando lá, é possível comprar na recepção.

Conha y Toro – Fhilipe Pelájjio

Se não quiser fazer o passeio e degustação pela vinícola, pode só comprar os vinhos na lojinha.