Gente, que BH é uma cidade super moderninha ninguém duvida, né? Mas agora um produto inusitado vem fazendo sucesso pelas ruas da cidade: o brisadeiro.



> Descobrimos como ir morar no exterior pagando muito mais barato saindo de BH; leia aqui e veja sua chance de morar fora
Pra qualquer desavisado, como eu, você pode comprar um na Savassi ou no Centro e ainda pensar: “nossa, esse vendedor não sabe pronunciar BRI-GA-DEI-RO, a coisa está difícil”.

Aí você percebe que acaba de comprar um doce alucinógeno com um pouco de cannabis. Não que eu vá bancar o puritano, porque como vocês podem ver no vídeo do fim do post eu provei várias coisas de maconha em Amsterdã. Mas é que ver essa iguaria em BH me deixou surpreso.

Basicamente ele é um brigadeiro normal, mas com alguns gramas de maconha
em sua composição. Após nossa equipe de investigação apurar como é feita sua fabricação, descobrimos que os a cannabis é ‘cozida’ junto com manteiga e depois o caldo é coado.




Após este processo, segue-se normalmente a receita do brigadeiro.

Só na semana passada, por exemplo, fui abordado duas vezes na Savassi por um pessoal muito feliz vendendo a iguaria.

Na segunda vez conversei com a vendedora, Camila, que me garantiu que não tem perigo nenhum, porque a polícia nem desconfia e não tem como diferenciar. Segundo ela, uma estratégia caso encontre algum policial é dizer que o doce é pra ajudar na igreja.

Quando surpreso, contei o fato a alguns amigos, descobri que na verdade eu era o desavisado da situação e a iguaria foi o maior sucesso do Carnaval 2018.

Então tá bem. Segue o baile, Belo Horizonte. Veja minha experiência provando itens de maconha em Amsterdã: